Friday, June 10, 2005

Resgate cômico-nostálgico


POKÉMON DE OURO (A LENDA)


É da montanha colossal que o céu retalha
Que destemido, desce a cada ano o campeão
E imponente, sagaz, no campo de batalha
Devora suas vítimas com plena devoção


O pokémon de ouro recebe sua medalha
Reconhecido e aplaudido na multidão...
E seu brilho como as chamas de uma fornalha
Atrai, seja por inveja ou admiração


Ele volta à montanha gigantesca e calma
E durante a noite sua luz imita o dia
Com sentimento de vitória duradouro


Quando sente sede de admiração, sua alma
Então ecoa da montanha em uma ventania
E vem buscar seu destino, o pokémon de ouro!


Dário Castro


Pokemón de Ouro era o título dado àquele que pegasse mais mulher no carnaval. Podia ser que por qualidade se ganhasse também. Muito importante para a decisão do júri era quantos "Porta aberta, céu risonho" o candidato a Pokemón de Ouro dizia durante as festas. Essa frase só podia ser proferida em ocasiões de êxtase sincero ocasionadas pelo relacionamento sexual fugaz e primoroso dos dias de carnaval.

O poema reflete o significado do honroso título que nos últimos carnavais fora esquecido. É com sabor de nostalgia que o coloco aqui hoje.

Até sobre besteira dá pra se falar sério.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home